sexta-feira, 14 de agosto de 2009

E agora?

Affffee!!! É sexta-feira, e meu último post foi na segunda!! Ando abandonando meu blog, né???

Mas a grande questão, sempre, é: O QUE DECIDIR??

Já perceberam que a vida nos coloca em algumas situações desconfortáveis, para que tenhamos que decidir entre virar uma bola de fogo ou nos afogar??

Quase nunca é fácil... Quase nunca é simples...

Nunca aparecem situações do tipo: escolha entre o croissant e o pão francês!! Aparece algo mais no estilo: você quer comer cérebro de macaco ou uma raspadinha do chão da praça da Sé??? É claro que aí, o cérebro de macaco parece uma delícia!!

Você quer ir por esse caminho florido, ou por aquele, com vista para o mar??? Nunca! As opções são: você quer ir camanhando descalça pelo carvão em chamas, ou pelo saguão do SUS com 759 pessoas com gripe suína??

E eu digo isso porque quando uma oportunidade aparece em nossas vidas, as escolhas são difíceis. E talvez sejam difíceis para provarmos nossa força de vontade, nossa capacidade de tomar decisões e depois arcar com as conseqüências delas, para provarmos nosso valor nessa vida... ou até mesmo sejam difíceis porque as tornamos complicadas, ou mais complicadas do que parecem!! São tantas variáveis a serem pensadas, tantas coisas a serem consideradas, que ficamos confusos e substituímos aquela confiança pela dúvida: e se não der certo??

E aqui vai minha resposta, que acabei de formular (para me convercer, obviamente, de que a decisão a ser tomada é a certa!): se não der certo, vendo tudo e me mudo para a praia, para vender coco à beira do mar!

E é isso!

4 comentários:

Aninha Leme disse...

"Piririm piririm piririm, alguém ligou pra mim
Quem é?
Eu sou bola de fogooooooooooooooo"
ughhhhhhh
Graúna,
adorei as analogias, as comparações, tudoooo. Esse foi sem dúvida seu melhor texto!
e tenho ctz que ainda vamos comemorar muitoooo os sucessos de nossas vidinhas de graúnas.

me ligue!!

beijossssssssssss

Blog do Óbvio disse...

Gabitus, muito bem escrito seu texto. Teóricamente sabemos tudo, mas na prática...
Infelizmente ou felizmente, todos temos essas dúvidas cruéis. O pior é quando nos preocupamos com "o que os outros vão achar de minhas decisões". Se conseguimos eliminar isso já tiramos toneladas de peso de responsabilidade. Isso sempre acontece para aprendermos ( e a gente aprende mas não usa, rs) e amadurecermos (sem apodrecer, é claro!). A melhor decisão é a que mais lhe deixa confortável. Se precisar de alguém para "carregar" os cocos na praia, me chame (rs). Adorei sua postagem. Carinhoso beijo.
Manoel.

Gabitus disse...

Obrigada pela força, meus queridos!!

E agora que a decisão foi decidida, eu decido comer uma pizza, tomar um vinho, que ninguém é de ferro, né??

Muitos beijos...

Mel disse...

Best texto ever!
dei um CTRL C + V e botei no orkut!
tô precisando que algumas sugestões surjam na minha vida...(nem se for pra tomar raspadinha no chão da Praça da Sé)...
amo-te e apoio-te COMPANHEIRA!
hahahahahaha