terça-feira, 8 de setembro de 2009

A vida não é biscoito!

Dia sim dia não, faz sol ou chove.

Se sol, ando 20 minutos até o local decente mais próximo para comer. Se chove, nado até lá, em meio à lama.

O bode com roupinha do palmeiras está estacionado ao lado da padaria, provavelmente pensando: "Ei!!! Será que meu time ganhou?? Cadê o jornal?? Oooops! Eu não sei ler!! Também não sei nadar!!! Ai, socorro!!!" enquanto o bode com roupinha do Corinthians pasta calmamente, aproveitando a chuva para tomar seu banho anual.

Toda aquela poeira virou lama...

As maquininhas de débito não passam, os telefones não funcionam, o caixa eletrônico está sem energia, penduro minha conta na padaria... (oh! rimou!)

Chego no trabalho, tento passar o ponto (chiquérrimo, leitura de digitais!) e lá pela décima tentativa de leitura, desisto da p... do ponto (tão chique que só lê os dedos de personalidades de Hollywood!! Nada do dedo xexelento e seboso do povinho de Santana de Parnaíba!).

Vou escovar os dentes... ou melhor, IA escová-los... está inundado (não da chuva!) pelo balde com sabão do moço da limpeza... O moço está com tontura, e largou o banheiro assim!

Tiro aquele Trident estratégico da bolsa, sento, abro meus programas e....

PING!

Na testa!!!!

Eu olho pra cima!!!

Goteira em cima da minha cadeira!!

Olho pros lados!!!

Levanto!

SPLOSH!!!

Tem uma poça no meio da sala!!

O moço que me deu carona acaba de sair da sala dizendo que vai ter que trabalhar até tarde!!!

Resumindo: onde eu fui amarrar meu bode??? (Não! O meu não usa roupinhas de time!!! Usa o uniforme amarelo do Wolverine!!! E ai de quem rir dele!!! Humpf!)

4 comentários:

Blog do Óbvio disse...

Gabitus, tem dias que parece que o mundo cai em cima da gente. Eu chamo esses dias de "eu existo". Percebí que na correria do dia a dia, nem no espelho eu encontrava comigo mesmo. Era fazer uma tarefa e já estar pensando na sequência delas. Foi então que percebí que Deus coloca esses dias em que tudo relativo ao número treze acontece, para que nos percebamos. Quando sentimos as coisas não darem certo pra gente é sinal que estamos prestando atenção à nossa importante pessoa. É meio maluco isso, mas Feliz Dia do "eu existo" prá você. Curta isso e ria de tudo, depois. Uma beijoca de bom agouro. Manoel.

Aninha Leme disse...

gabitus, mas que situaçãozinha, eihn?
vc retratou ai a visão do inferno, pelamorrrrrrrrrrrrr
estou louca para irmos na Starbucks para que eu possa tomar aquele frapuccino de morango!! nhammmmmmmmmmmmmm

beijos

Gabitus disse...

Ahhhhhh!! É que teve o gran finale, com uma volta para casa de 3 horas!!! Hahahahaha...

Mas, por incrível que pareça, fui andando do trem da Lapa rumo à minha casa cantando I´m singing in the rain!! De verdade!!

O povo nos carros me olhavam feio!! Como eu me atrevo a estar de bom humor naquele caos??? Hahahahaha!!!

Adorei o meu dia do "eu existo", Manoel!!! Obrigada!!´

Lenhas, fraputinos na quinta???

Beijinhos!!

♥ Driii ♥ disse...

É Gabitus, há dias assim...

srrs...


Beijinhos!